Skip to content Skip to footer

05 de Outubro

21h00 | Duração: 50m | M6
2020

Embora a sua formação e percurso artístico esteja centrado no âmbito do jazz/pop e clássico, neste disco Ruben Alves teve o desejo de apontar para as suas influências portuguesas.
Não só a introdução da guitarra portuguesa e algumas percussões tradicionais espelham este objetivo, como a própria sonoridade e composição remetem para esse facto.
Numa altura em que a música tradicional (nomeadamente o fado), está muito centrada na música vocal, Ruben mostra um outro lado, dentro das suas influências, com qualidade interpretativa e material exclusivamente original.

“Trazes um manto comprido
Que não é xaile a valer.
Eu trago em ti o sentido
E não sei que hei-de dizer.”

Quadras ao Gosto Popular
Fernando Pessoa


MANTO: 
Ruben Alves Piano Luis Guerreiro Guitarra Portuguesa Miguel Menezes Contrabaixo Marcos Alves
Bateria João Ferreira Percussão Sandra Martins Violoncelo

PRÓXIMOS EVENTOS

Joana Espadinha

21 de Junho
10€
Pré-Apresentação do disco “Ninguém Nos Vai Tirar o Sol”.

Afonso Pais

22 de Junho
10€
Lançamento do disco “O Que Já Importa”. Com este conjunto de canções, Afonso Pais, compositor e guitarrista Afonso Pais inaugura um novo capítulo de concretização artística, quatro anos depois da edição discográfica anterior

DIANA CASTRO – UM PÁSSARO NA MÃO. DOIS A VOAR.

28 e 29 de Junho
15€
Um concerto-conversa. Num formato intimista, Diana Castro e Luís Roquette, contam a sua história através das canções (suas e de outros autores).