Skip to content Skip to footer

BRANQUITUDE E | É RACISMO

reparação e urgência de (transform)ação

Encontros gratuitos, mensais e temáticos
Quintas das 19h00 às 21h00
Sala de ensaio do Teatro Maria Matos
(Lotação 15 pessoas)

Depois de aprimorar um formato de encontro para pensar e repensar uma educação antirracista em/para Portugal no primeiro ciclo e conversar com lideranças negras sobre a realidade e possibilidades de mudança no segundo ciclo, começaremos o terceiro ciclo com o objetivo de refletir acerca da branquitude. Em busca de uma ação coletiva!

Serão oito encontros gratuitos, mensais e temáticos. Todos serão transmitidos da sala de ensaio do Teatro Maria Matos – com exceção do último, a ser realizado (esperamos!) na rua; no nosso querido e já familiar Hollywood Café. Partilhamos o programa de mais uma caminhada:

 

29 de Outubro
Apresentação do programa e dinámica sobre branquitude, herança e privilégio.
A partir da arte do sociólogo Rodrigo Ribeiro Saturnino.

26 de Novembro
Sempre houve resistência!
Participação de convidades por vídeo e uma presença de artista.

17 de Dezembro
Racistas: o que fazem, pensam e sentem?
Filipa Madeira (ICS-IUL) e Shenia Karlsson (INMUNE/Papo Preta).

28 de Janeiro
O que precisamos (des)aprender sobre África?
Ana Lúcia Sá – a confirmar – e Tamilton Teixeira (EA/ISCTE-IUL).

25 de Fevereiro
Descolonização de saberes: escola, manual, cultura e universidade
Miguel Vale de Almeida (CRIA/ISCTE-IUL) e Yussef (Consciência Negra) – a confirmar.

18 de Março
Branquitude: do conceito à (transform)ação.
Lia Vainer Schucman (UFSC) e Lourenço Cardoso (UNILAB).

29 de Abril
Como pode a branquitude ser antirracista?
Participação de convidades por vídeo e uma presença de artista.

27 de Maio
Produção coletiva e encerramento.

A inscrição é obrigatória e deve ser feita por este formulário. Inscrites receberão o material de cada encontro com antecedência assim como o link da nossa sala no Google Meeting. Uma campanha de material antirracista – organizada pela Filipa Madeira, pelas Ladies, Wine& Design do Porto e por nós – será divulgada pelas redes sociais em paralelo ao ciclo. Dúvidas, informações e sugestões: grpeducar@gmail.com. Estamos à disposição!

Orientações para os encontros:

1. Nosso encontro tem duração de duas horas. É pouco tempo para tudo que queremos!
– Organização do tempo: breve apresentação, convidades, roda de diálogo e produção.
2. O mais importante é escutar e pensar para transformar a ação. Reconhecer-se!
– Fale se achar mesmo pertinente – podemos desdobrar o diálogo por outros meios.
– Tente escolher o melhor momento para intervir a fim de deixar outras pessoas falarem.
– Evite relatos umbilicais e lugares comuns: a prioridade de fala não é para a branquitude.
3. Se tiver indicações de leituras e críticas/sugestões, partilhe por e-mail após o encontro.
– O registro de cada encontro será disponibilizado no nosso site após a sua realização.
4. Constatar a realidade e construir alternativas de mudança.
– O maior objetivo é ir além da afirmação da herança colonial e do privilégio social.
– Não se pretende um espaço apenas de discurso; trata-se de uma rede de ação.
5. A realidade portuguesa está no centro do ciclo: cuidado com e/ou evite comparações.
– Os conteúdos do nosso site (ações/discussões) ilustram bem sua complexidade.

Que o nosso laço não se limite a um encontro. Até lá!

 

ORGANIZAÇÃO: Grupo EDucAR – Plataforma de Educadores Antirracistas

Outros Eventos

PRESENTE ABERTO

III Ciclo de Encontros de Educadores Antirracistas

2020/2021
"BRANQUITUDE E | É RACISMO" - reparação e urgência de (transform)ação. Encontros temáticos mensais e gratuitos. Quintas, das 19h00 às 21h00.

LAP IN TMM

2020/2021
Laboratório de Dança/Teatro para crianças e jovens, orientado por Bruno Cochat.