Skip to content Skip to footer

22 Setembro

21h00 | Duração: 50m

Bilhetes: 12€

Os Best Youth têm um novo single, “Never Belong”, que marca o regresso da banda de Catarina Salinas e Ed Rocha Gonçalves aos inéditos, depois de Cherry Domino, o último álbum, e da aventura concerto/storytelling que correu o país com as Demo Tapes. Motivados pela apresentação de novas canções e da necessidade de quebrar o hiato no contacto com o público ocorrido pelas razões conhecidas, os Best Youth apresentam-se no Porto e Lisboa, em duas das suas salas mais emblemáticas com um conceito de espectáculo inteiramente novo.

“Never Belong” motiva a expectativa relativamente às novas sonoridades que se adivinham mais sofisticadas e upbeat dando seguimento da synth-pop do disco anterior. Um enquadramento que antevemos perfeito com o repertório anterior da banda e de onde é impossível não destacar a colecção ímpar de singles – “Midnight Rain”, “Mirror Ball”, “Still Your Girl, entre outros.

Para estes concertos, a estreia de uma nova produção assegurada em palco apenas por Catarina Salinas e Ed Rocha Gonçalves e, claro, nos desdobramentos que farão em palco. Cenicamente, o aprofundar do seu lugar único no panorama musical nacional, fazendo uso da sensualidade de Catarina e da multidisciplinariedade de Ed. Um novo passo na afirmação da criatividade e originalidade da dupla.



Outros Eventos

Música

Beatriz Pessoa

10 e 17 Novembro
13€
Em jeito de antecipação e enquadramento ao novo disco 'Primaveras', Beatriz Pessoa lança-se ao desafio de duas conversas + concerto no Teatro Maria Matos. "Serões de Primavera em Novembro" conta com Sara Tavares, Beatriz Gosta.

BENJAMIM – Vias de Extinção

26 e 27 Outubro
12€
Apresentação do novo disco "Vias De Extinção". O sucessor de “Auto Rádio” e “1986” (em parceria com o britânico Barnaby Keen) é um trabalho de profunda descoberta interior e o fechar de um ciclo que acabou por coincidir com a pandemia que nos confinou.

Luís Severo c/ banda

19 e 20 Outubro
12€
Depois de quase um ano a apresentar “O Sol Voltou” com um formato arrojadamente solitário, Luís Severo volta a reunir a banda - Diogo Rodrigues, Bernardo Álvares e Catarina Branco (que substitui Manuel Palha), dando às suas músicas uma textura mais próxima das que tão aprimoradamente produz em estúdio.