Skip to content Skip to footer

22 de Junho

21h00 | Duração: 75m | M6
Bilhetes: 10€

Afonso Pais – Lançamento do disco “O Que Já Importa”

O Blues é a memória animada mais antiga que tenho.
Trouxe a música até mim, depois a guitarra. Antecede todas as escolhas de uma vida musical.
“O Que Já Importa” não recapitula. Precede.

– Afonso Pais

Com este conjunto de canções, Afonso Pais, compositor e guitarrista Afonso Pais inaugura um novo capítulo de concretização artística, quatro anos depois da edição discográfica anterior. Não será certamente exagerado dizer que o período de tempo que medeia entre esse momento e o momento presente foi de revolução interior, e de profunda reinvenção.

O concerto dia 22 de Junho, pelas 21h00, no Teatro Maria Matos, em Lisboa, centra-se nesse ponto de viragem, numa celebração ao vivo. Em palco preparam-se para entrar dois Trios, três vozes em coro – Margarida Campelo, Nazaré da Silva e Maria Luísa Caseiro – somadas aos três instrumentos de base – Afonso Pais (guitarra), João Hasselberg (baixo elétrico) e João Correia (bateria) –, que funcionam ora em simbiose ora em contraponto, ao longo das músicas descrevem um vaivém tímbrico e de espacialidade que é essencial à simplicidade com que a mensagem musical insta ser transmitida ao ouvinte.

“O Que Já Importa” celebra o que a música pode ter de mais conciso. A depuração rítmica de cada uma das canções é o mote para a sua particularidade: cada faixa ouvida revela aos poucos a mensagem como num mantra, em repetições que tornam reconhecível o retrato musical como um todo, como um só retrato, irrepetível.

O disco, que na sua edição gravada contou com a participação de outros dois nomes de referência da actual música portuguesa – Capicua e Salvador Sobral – está incluído a cada bilhete pré-comprado (Ticketline e bilheteiras habituais).

Todas as canções, as fixadas e as inéditas que serão incluídas como repertório do concerto, são provindas de um imaginário centrado na guitarra como “voz” criadora. Dela despontam os lugares e episódios, os momentos e as viagens que os interligam. São canções, sim, num sentido amplo e diversificado, que acolhe as idiossincrasias próprias de um instrumento (guitarra) tão popular e rico em elementos de culturas tão diversas.

Para cada um de nós certos lugares são também referências, pontos, polos de inspiração e de regresso. Uma casa que já não existe, um curso de água campestre que nasce escondido, o lugar seguro que a casa onde a Avó viveu foi, o esconderijo na escola de onde saíamos com a confiança de criança que tem um plano B, uma autocaravana onde a felicidade se poderia vir a fixar…

Lugares deixam de ser interiores ou exteriores, somos um eterno ponto de compromisso. A música que aqui apresento é simplesmente o encontro com esse ponto exato em mim: com quem sou em som.

Confiando-nos estas palavras, Afonso Pais convida-nos a uma descoberta sobre como acontecerá a transposição da música deste novo disco para o palco. O Que Já Importa” é o quinto disco de originais que agora finalmente se desvenda, se apresenta ao vivo, numa experiência que relembra e remete ao essencial da sua música.

Ed. Trem Azul – Clean Feed Records.

PRÓXIMOS EVENTOS

BASILDA apresentam Keep on Dancing

11 de Outubro
10€
“Keep on Dancing” é o primeiro álbum dos Basilda e também o mote da banda do Porto, sedenta de festa e alegria. Depois do êxito dos singles 'Little of Your Time' ou 'Fine Without You', o quarteto leva a sua bola de espelhos para os palcos, prometendo várias surpresas e muita partilha.

NORTON

13 de Outubro
10€
Espectáculo de Apresentação do novo álbum Heavy Light. Com o seu indie rock que ilumina corações, os Norton transportam-nos para dias mais luminosos e prolongam o verão de 2021 até ao outono. A não perder, dia 13 de Outubro, no Teatro Maria Matos, em Lisboa.

Manuel de Oliveira ENTRE-LUGAR com Marco Rodrigues

19 de Outubro
10€
Em concerto, Manuel de Oliveira apresenta-se com João Frade no acordeão, Sandra Martins no violoncelo e Zecas no baixo acústico para tocar “Entre-Lugar” e revisitar ainda alguns dos temas de “Ibéria” e “Amarte”. Este concerto tem ainda a participação especial de Marco Rodrigues.