Skip to content Skip to footer
Depois de 28 anos no circuito Punk Rock, João Morais escolhe em 2016 a Viola Campaniça para expressar a sua arte. Este instrumento de raiz tradicional Portuguesa é assim a figura central de um projecto instrumental com referências arábicas e mediterrânicas numa nova linguagem para uma viola antiga, que na sua melhor tradição renasce pelas mãos d’O GAJO.
“NOITE e DIA” é o regresso de Miguel Angelo à edição discográfica. É apresentado ao vivo no dia 30 de Novembro no T. Maria Matos, pelas 21h, com Rui Maia, Co$tanza e Pedro de Tróia como convidados
Depois de causar mais de meio milhar de mortos na Antena 3, o Vamos Todos Morrer sai do estúdio da rádio para ir até ao palco do Maria Matos.
O quinto álbum de originais de João Só, “Nada é Pequeno no Amor”, será revelado aos fãs em dois espetáculos de apresentação. Dia 24 de novembro o músico sobe ao Palco do Teatro Maria Matos, e dia 01 de dezembro é a vez de rumar a norte para um espetáculo na Casa da Música.
Lina_ Raül Refree, o projeto sensação que junta a talentosa cantora portuguesa LINA, conhecida pelas suas interpretações assombrosas do reportório de Amália Rodrigues, que selecionou cuidadosamente para este disco, e Raül Refree, um dos mais inovadores produtores europeus (Silvia Perez Cruz, Lee Ranaldo ou Rosalía).
Vindos de origens, percursos e heranças musicais diferentes, foi na estrada que consolidaram uma forte amizade e foi aí que cresceu e se solidificou o desejo de continuarem a compor e a escrever juntos e de transportar para o estúdio e para o palco a química que os uniu.
“Nove meses após o lançamento do aclamado álbum "Samba de Guerrilha", o cantautor carioca Luca Argel leva o projecto ao palco do Teatro Maria Matos pela primeira vez com todas as suas componentes: música, história e imagem"
A blogger Rita da Nova e o humorista Guilherme Fonseca têm um podcast chamado Terapia de Casal no qual, contrariamente a tudo o que seria expectável, passam o tempo a discutir sobre manias irritantes, características chatas e hábitos incómodos dos casais.
A nova Voz da música portuguesa apresenta o seu álbum de estreia!
Neon Soho editam o seu primeiro álbum a 8 de Outubro de 2021 e apresentam-no ao vivo no Maria Matos a 2 de Novembro, contando com Alex D’Alva Teixeira como convidado.
A CRIATURA é um eclético bando de músicos, artistas e gente que se dedica a revisitar a memória popular do território que habita e que a partir dela se propõe a criar música e arte que nasce de outras formas de olhar, sentir e ser a tradição.
Com o longa-duração homónimo em carteira, Stckman prepara-se para levar aos palcos europeus o seu novíssimo formato live, no qual se faz acompanhar pela sua banda, e alguns convidados.
The Lemon Lovers regressam com “pretend that i care". Um álbum que viaja ao futuro e que foi feito na óptica de alguém que sofre por antecipação e escreve sobre problemas antes de eles existirem, esperando com isso encontrar uma espécie de expiação. Assim surge o terceiro longa-duração de uma das mais camaleónicas bandas portuguesas da actualidade.
The Happy Mess estão de volta com "Jardim da Parada", um disco que celebra 10 anos de canções, do qual já conhecemos os singles de antecipação "Perder o Pé" e "Nadar de Costas". Um dos projectos mais acarinhados da Indie Pop em Portugal edita em 2021 e pela primeira vez, um disco inteiramente em língua portuguesa com uma série de convidados especiais.
Nesta rentrée de temporada 2021/2022, acende-se a luz ao fundo do túnel e na silhueta Cassete Pirata vem em destaque, a passos largos na nossa direcção para nos apresentar o rosto, pela primeira vez ao vivo, do novo disco - “A Semente”.
Em concerto, Manuel de Oliveira apresenta-se com João Frade no acordeão, Sandra Martins no violoncelo e Zecas no baixo acústico para tocar “Entre-Lugar” e revisitar ainda alguns dos temas de “Ibéria” e “Amarte”. Este concerto tem ainda a participação especial de Marco Rodrigues.
"Vivemos tempos em que o excesso de comunicação torna mais difícil ouvirmo-nos uns aos outros. Se não nos ouvirmos, não podemos levar em conta as preocupações dos outros de maneira a tomar as melhores decisões."
Espectáculo de Apresentação do novo álbum Heavy Light. Com o seu indie rock que ilumina corações, os Norton transportam-nos para dias mais luminosos e prolongam o verão de 2021 até ao outono. A não perder, dia 13 de Outubro, no Teatro Maria Matos, em Lisboa.
“Keep on Dancing” é o primeiro álbum dos Basilda e também o mote da banda do Porto, sedenta de festa e alegria. Depois do êxito dos singles 'Little of Your Time' ou 'Fine Without You', o quarteto leva a sua bola de espelhos para os palcos, prometendo várias surpresas e muita partilha.
Estreia da célebre comediante Iliza Schlesinger em Portugal.
“Drafty Moon” é um disco de combate, de dissipação de sombras, de esclarecimento e desintoxicação. Longe do bucolismo dormente de “Tremble Like a Flower”, a estreia discográfica de Bloom, este segundo fôlego traz uma atitude mais assertiva, às vezes próxima do punk (mas apenas espiritualmente), com assomos de energia ora transbordante, ora tensa e contida como um desabafo.
Neste regresso aos concertos após um hiato de quase dois anos They’re Heading West chamam Miramar – banda de Peixe e Frankie Chavez – e a fadista Cristina Branco.
VIBRA, é um álbum de música instrumental que parte de gravações em alguns espaços característicos do Porto, como os corredores da Casa da Música, as escadas rolantes da estação de metro do Marquês e até um rio subterrâneo.
Espectáculo de lançamento do último disco solo de Domenico Lancellotti – “Raio” - onde o músico apresentará o repertório do seu novo álbum, gravado entre Brasil e Portugal.
Luciana e Pri, semifinalistas do The Voice Portugal 2020, pela primeira vez ao vivo em Lisboa com a sua banda.
No ano em que se assinalam 15 anos do início do projecto que deu origem a Minta & The Brook Trout, a banda fundada por Francisca Cortesão apresenta ao vivo o seu mais recente álbum, "Demolition Derby".
Apresentação ao vivo de ALMOST YOUNG, o primeiro longa-duração da banda. Canções densas e melancólicas que vivem algures entre o sonho e a realidade.
Cristóvam apresenta no Teatro Maria Matos um espectáculo intimista que levará a plateia numa autêntica viagem pelo seu repertório .
Um concerto-conversa. Num formato intimista, Diana Castro e Luís Roquette, contam a sua história através das canções (suas e de outros autores).
Lançamento do disco “O Que Já Importa”. Com este conjunto de canções, Afonso Pais, compositor e guitarrista Afonso Pais inaugura um novo capítulo de concretização artística, quatro anos depois da edição discográfica anterior
Pré-Apresentação do disco “Ninguém Nos Vai Tirar o Sol”.
LIFE, o novo álbum de Sean Riley & The Slowriders, é apresentado ao vivo pela primeira vez no Teatro Maria Matos.
Nesta estreia em Lisboa, a par da sua banda, Jónatas Pires contará com a presença de amigos de longa data que estendem ao palco do Maria Matos a participação nas sessões de gravação de “Terra Prometida”: Selma Uamusse; Samuel Úria; e o guitarrista Manuel Palha.
As viagens de IAN em palco começam sós, mas rapidamente nos juntamos à viagem, sentamo-nos ao lado dela, olhamo-la nos olhos e deixamo-nos às vezes dançar... IAN em palco está só a fazer aquilo que mais gosta.... e isso é sobretudo liberdade.
Hélio Morais estreia-se a solo enquanto MURAIS. Um disco composto e escrito quase na clandestinidade, que ganhou forma nas mãos de Benke Ferraz, músico e produtor brasileiro, membro da banda Boogarins.
Depois de se estrear a solo em 2020 com os EPs "Teorias do Bem Estar" e "Modéstia à Parte", Filipe Karlsson lança-se finalmente à estrada.
O álbum “Philosotry” é o ponto de partida desta viagem que vai lembrar “Dancing in The Stars”, a mais votada pelo público no Festival da Canção, e “Breathe”, editada com os noruegueses SEEB e que conta com mais de 250 milhões de streamings no Spotify e no Youtube.
Para celebrar o centenário de Amália Rodrigues, Pedro Moutinho criou um espectáculo cujo o mote foi a seleção de alguns dos mais importantes poetas Portugueses cantados por Amália Rodrigues.
Samuel Úria propõe-se subir a palco a solo, acompanhado apenas dos seus instrumentos e, claro, das suas canções.
LUTA LIVRE é o novo projecto do músico Luís Varatojo que resulta de um olhar interventivo sobre a sociedade e a actualidade. O reconhecido músico ligado a projectos como Peste & Sida, Despe e Siga, Linha da Frente, A Naifa e mais recente Fandango, tem sido uma voz activa na cena musical nacional.
Valter Lobo regressa com um novo álbum, "Primeira Parte de um Assalto, que apresentará pela primeira vez no Teatro Maria Matos em Abril.
Os CAIS SODRÉ FUNK CONNECTION convidam PAULO DE CARVALHO para juntos (re)fazerem canções com história e outras mais actuais e embarcar nesta viagem muito especial.
“A Christmas Special” marcará a estreia de David Fonseca nesta sala lisboeta para duas noites em que o espírito natalício será imbuído do intimismo e da energia que David Fonseca sempre impõe nas suas prestações ao vivo.
ELAS E O JAZZ lançam disco homónimo e apresentam-no no palco do Teatro Maria Matos no próximo dia 15 de Dezembro.
Renato Júnior e os seus músicos materializam ao vivo o álbum “ Uma Mulher Não Chora” editado no final do ano passado, assinalando o Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres.
Como é que já quase se imprimem órgãos humanos e ainda andamos a discutir igualdade de género? Como é que já entregam fast food em casa em dias de ressaca e o racismo ainda é um tão grande assunto? Porque é que se gasta mais em Segurança Social do que em viagens? E será que há vida depois da morte, nas redes sociais (onde realmente importa)?
“Desalmadamente” marca o regresso de uma das mais celebradas e icónicas cantoras portuguesas dos anos 1980, LENA D’ÁGUA está finalmente de volta e em grande.
Guilherme Duarte volta ao palco para testar material novo e em cada espectáculo traz também um convidado diferente para o acompanhar.
Em jeito de antecipação e enquadramento ao novo disco 'Primaveras', Beatriz Pessoa lança-se ao desafio de duas conversas + concerto no Teatro Maria Matos. "Serões de Primavera em Novembro" conta com Salvador Sobral e Beatriz Gosta.
Depois de um hiato de sete anos, ‘Vida Nova’ marca o regresso do ex-vocalista dos Ornatos Violeta, Pluto, Foge Foge Bandido e Supernada.
"BRANQUITUDE E | É RACISMO" - reparação e urgência de (transform)ação. Encontros temáticos mensais e gratuitos. Quintas, das 19h00 às 21h00.
Apresentação do novo disco "Vias De Extinção". O sucessor de “Auto Rádio” e “1986” (em parceria com o britânico Barnaby Keen) é um trabalho de profunda descoberta interior e o fechar de um ciclo que acabou por coincidir com a pandemia que nos confinou.
Depois de quase um ano a apresentar “O Sol Voltou” com um formato arrojadamente solitário, Luís Severo volta a reunir a banda - Diogo Rodrigues, Bernardo Álvares e Catarina Branco (que substitui Manuel Palha), dando às suas músicas uma textura mais próxima das que tão aprimoradamente produz em estúdio.
Sérgio Godinho celebra 75 anos num bonito concerto realizado no próprio dia do seu aniversário.
O regresso de Luís Represas aos palcos, a não perder.
Numa altura em que a música tradicional (nomeadamente o fado), está muito centrada na música vocal, Ruben mostra um outro lado, dentro das suas influências, com qualidade interpretativa e material exclusivamente original.
Motivados pela apresentação de novas canções e da necessidade de quebrar o hiato no contacto com o público ocorrido pelas razões conhecidas, os Best Youth regressam aos palcos.
Em "Room for All", Cat irá estrear a sua nova formação e o seu novo espetáculo. A primeira parte terá uma apresentação de Jasmin (a solo).
RUGE é o mais recente projecto de Rodrigo Guedes de Carvalho com Daniela Onis e Ruben Alves.
Laboratório de Dança/Teatro para crianças e jovens, orientado por Bruno Cochat.
Enquanto preparara o próximo registo de estúdio, Salvador Sobral continua na estrada com Paris, Lisboa, álbum em nome próprio lançado no início de 2019 que o tem levado numa extensa digressão nacional e internacional.
Alma Nuestra é uma banda criada pelos dois amigos Salvador Sobral e Victor Zamora que partilham uma paixão pelos doces sons da América Latina e, em simultâneo, pelo Jazz.
A célebre chanson française remete para um universo musical com uma linguagem singular onde a palavra assume um papel primordial na construção das canções.
Concerto em registo intimista que assinala o primeiro aniversário do lançamento do álbum Morada
Pré-apresentação em Lisboa do álbum homónimo, Cabrita, a ser editado no dia 1 de Outubro. O concerto conta com a participação de especial de Surma.
Primeiro concerto de apresentação de Véspera em Lisboa. 2020 marca o regresso dos Clã aos discos.
Preparem-se amigos: A segunda vaga ( de insanidade e amor) está aí! No ano em que tudo parou eles decidiram voltar.